A morte da Independência (um testemunho pessoal)

blog-i1

”Ser meu seguidor não significa tentar ‘ser como Jesus’, significa matar a sua INDEPENDÊNCIA.’‘ – Livro : A Cabana.

Essa era uma das últimas frases do capítulo 10 do livro citado acima, não tive mais vontade de folhear para o próximo capítulo, deixei o livro ao lado da cama e embora atualmente eu ja prossegui com a leitura, até o momento essa frase não saiu da minha mente… mais do que tentar fazer o que Jesus faz, Ele deseja matar a minha independência, meu Deus, não havia pensado nisso com tanto cuidado e quando penso encontro perigo para as minhas atitudes independentes, afinal eu aceitar essa morte, significa eu aceitar mudança.

De fato eu sei o motivo dessa frase ter me confrontado tanto, sou independente, sou um ”filho de Adão” sem querer mencionar “As Crônicas de Nárnia”, mas um dia Adão e Eva disseram para Deus: “Queremos ser independentes, nossas escolhas são melhores do que a Sua, sabemos viver sem Ti…”, disso eu nasci, você nasceu MAS Jesus veio justamente para nos libertar de nós mesmos, como um homem simples, nascido em uma manjedoura, veio nos dizer: “Me dê o seu coração…” e nós as vezes agimos como se dissésemos: “O que esse homem de Nazaré está dizendo? Pode vir alguma coisa boa de la?”, forte né, mas acabamos assim agindo, desprezamos o humilde pedido e escolhemos viver orgulhosamente sem o Seu senhorio.

Como eu estava dizendo, sou muito independente, penso saber lhe dar sozinho com os meus pecados, minhas falhas, não pedir ajuda a ninguem, optando por não ter uma vida de confissão, em que exponho a vergonha do meu ser, mas uma vida de luta, tentando resolver tudo na força do meu braço. Desde adolescente, devido a uma crise financeira familiar, procurei ganhar dinheiro com o que eu sabia, dar aulas de teatro, conseguia uma renda não muito favorável, mas dava para ajudar em casa e tambem acabar com aquela história: ”Pai, me dá R$10 reais…”, eu nem pedia, sabia que a resposta seria não, então fui trabalhar para que os desejos fossem realizados, parti para o campo de batalha e busquei vitória, tendo como recompensa o reconhecimento(troféus e medalhas) e obviamente o pagamento deste, o orgulho foi colocado para fora, eu percebi que eu era bom, enquanto a voz interior acrescentava: ”Você é o melhor…”. No auge disso, recebi o convite acima: “Me dê o seu coração…”, sinceramente eu não sabia que quando eu escolhesse dar, o meus trófeus e medalhas iriam juntos, afinal que história é essa de modificar as coisas que para mim estão bem encaixadas?

Percebo com o tempo, que é impossível que o meu coração fique sobre o Seu senhorio sem que haja uma transformação, Suas mãos criaram tudo, inclusive eu, ou seja, tudo o que Ele toca não fica da mesma maneira, Ele me mostra que os meus títulos não são nada comparados a Sua soberania e poder e que para eu desfrute mais de Sua presença tenho que começar a reconhecer que sem os irmãos não consigo e humildemente pedir socorro, expor a minha fraqueza, receber a oração de um justo e prosseguir nesse caminho estreito do qual eu não estou sozinho.

Não quero estender esse testemunho(ouvi um glória a Deus ai…), mas Deus tem me mostrado o quanto as pessoas são importantes para Ele, o quanto Ele as ama, isso tem me deixado mais necessitado de uma verdadeira amizade, de um verdadeiro discipulado e pastoreio, preciso de você leitor, não somente para compartilhar um testemunho e receber um comentário, ou até mesmo várias visitas, mas para que a VIDA de Deus flua através de mim e de você e para que nós possamos sair diferentes, mais parecidos com Ele, unidos nEle. Nós como IGREJA de Cristo, somos muitos em números, mas poucos em unidade, Deus deseja matar a nossa independência. Entregue seu mundo a Ele.

Anúncios

6 Comentários

Arquivado em Uncategorized

6 Respostas para “A morte da Independência (um testemunho pessoal)

  1. chega de blá blá blá

    Reconhecer a nossa atual situação já é um passo… e reconhecer q só dependendo de Deus é que teremos uma vida plena é melhor ainda. Depender não é fácil, né?! Ainda mais qdo pensamos que damos conta do recado… mas Deus nos constrange. Ele é maravilhoso! Às vezes, pra quem é do mundo, “descansar” em Deus pode parecer mto fácil e passivo, mas só nós sabemos a luta que passamos pra deixar Deus agir. O trabalho é dEle e cabe a nós sermos independentes de nós mesmos. Achei ótimo o tema!Serve mto p mim 😉 Tenho certeza q Deus tem trabalhado mto na sua vida!!!

    bjoooo, amigo!
    fica com Deus!
    Marina 😉

  2. esse livro é maravilhosoooo maninhoooooo!!!

    uauuu..
    sem comentários sobre o texto…
    o Espirito é o mesmo .. =X

    rsrsrs
    amo sua vida maninho!!
    saudade!!

    =)

  3. Essa questão da independência é muito forte. Estou “digerindo” algumas frases desse livro até hoje. Não é muito fácil pensar que a nossa vontade de sermos “livres” e auto-suficientes seja uma manifestação do orgulho que nos afastou de Deus por tanto tempo.
    Diante disso, até aquele desejo de sermos pessoas “muito espirituais”, poderosas pelo Espírito Santo, é questionável quanto às nossas verdadeiras intenções: será que o que queremos não é sermos deuses?
    Diego, te admiro muito!
    Inclusive peço para colocar esse texto no meu blog. Sem problemas?
    God blesses!
    T+!

  4. Ok!
    Fico muito feliz por você ter gostado!
    Obrigado!
    Já deixei um depoimento pelo Orkut com o meu msn, ok?
    Obrigado pela liberdade quanto aos posts!
    T+!

  5. Amigooo!!!
    Tremenda essa palavra!!! E creio que cada um de nós temos que deixar Deus matar nossa independência mesmo!!! Pois só assim O conheceremos de fato e de verdade!!!

    Te amo em Cristo!!!
    Deus abençoe

  6. Tenho uma visão diferente quanto a liberdade, estou escrevendo sobre isso, mas gostei muito do texto que escrevestes…
    A liberdade real vamos encontrar debaixo da segurança de Jesus, ele é nossa liberdade!

    Parabéns, muito bons os textos, voltarei com mais tempo, com certeza…

    Um abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s